Dicas do Deserto do Atacama: Tudo que você precisa saber antes de ir

O post de hoje é sobre um dos lugares mais famosos e surpreendentes do Chile: o Deserto do Atacama. A Natália Lima (colaboradora esporádica do blog) passou alguns dias lá e vai contar tudo pra gente sobre a experiência! Confira as dicas do Deserto do Atacama preparadas por ela!

# Dicas do Deserto do Atacama

O Deserto do Atacama fica localizado no norte do Chile, bem próximo à divisa da Bolívia e também da Argentina. No deserto há uma cidade chamada San Pedro de Atacama, onde as pessoas se hospedam para conhecer a região. Lá você vai encontrar hotéis/hostels para se hospedar, assim como restaurantes, mercadinhos, feirinhas de artesanato e agências de turismo.

Eu já conheci 22 paises, dentre eles lugares exóticos como: Islândia, China e Vietnã. Mas nada se comparou ao Deserto do Atacama. Foi uma das viagens mais fantásticas que já fiz!

Bandeira do Chile | Dicas do Deserto do Atacama
Bandeira do Chile | Dicas do Deserto do Atacama

# Como chegar?

Você pode chegar de ônibus de diversas cidades do Chile (inclusive Santiago) ou de avião. O aeroporto mais próximo é o da cidade de Calama. Deste aeroporto você vai encontrar diversas opções, transfer para a cidade de San Pedro pelo valor médio de 12 mil pesos chilenos o trecho (uns 50 reais). Você também pode chegar da Bolívia, fazendo uma excursão para o SalarUyuni e terminando tudo em San Pedro. De ônibus saindo de Santiago, a viagem tem duração média de 19 horas. De avião são aproximadamente 2 horas de viagem.

Eu fiz a viagem de avião, ida e volta, saindo de Santiago. Paguei 100 dólares com bagagem despachada incluída pela Sky Airlines, uma empresa low cost chilena.

Pukara Quitor | Dicas do Deserto do Atacama
Pukara Quitor | Dicas do Deserto do Atacama

# Como fazer os passeios?

Se você vai em um grande grupo, pode ser aconselhável alugar um carro para fazer os passeios, porém acho essencial a presença de um Guia. O Deserto é bem grande e inóspito,pode ser complicado encontrar os locais de passeio, sem contar que não haverá sinal para telefone em diversos pontos. A forma mais comum de fazer os passeios é por agências de turismo. Principalmente para quem vai sozinho, como foi meu caso.

Quando você passear por San Pedro não se assuste com a quantidade de agências (são muitas), muitas pessoas vão te abordar na rua para oferecer serviços (converse com eles, você pode conseguir bons descontos assim). Eu aprendi uma coisa enquanto estava lá, apesar do número alto de agências, não existe uma grande diferença entre elas ou nos passeios oferecidos.

Muitas pessoas que fizeram as excursões comigo fecharam com outras agências. Acredito que elas acabam fazendo parcerias entre elas, portanto não tenha medo de fechar com qualquer uma. As diferenças de preços também são mínimas, a maioria tem um valor padrão, porém tudo é super negociável, quanto mais passeios você fecha com uma agência, mais desconto você pode conseguir, por isso não tenha medo de pechinchar.

Vale de La Luna - Chile | Dicas do Deserto do Atacama
Vale de La Luna – Chile | Dicas do Deserto do Atacama

Inclusive, você vai encontrar muitas agências com brasileiros para te atender, eu super aconselho, nada melhor do que definir tudo da sua viagem com alguém que fala sua língua e entende sua cultura.

Dica: A agência que escolhi foi bem razoável, bom serviço e passeios. Achei eles bem prestativos. O nome é: Lithium Aventura. (Também foi com eles que fui ao Uyuni, falarei mais em outro post). Nenhuma parceria ou desconto foi oferecido pela divulgação.

# Quais passeios fazer?

Existem diversos passeios para se fazer no Deserto do Atacama. Os principais são: Vale de la luna, Vale de la muerte, Laguna Cejar, Piedras Rojas, Lagunas Antiplânicas, Geyser del Tatio, Pukará de Quitor, dentre outros. Vou fazer um post específico apenas sobre eles.

Laguna Cejar - Dicas do Deserto do Atacama
Laguna Cejar – Dicas do Deserto do Atacama

# Quanto tempo eu devo ficar?

Depois de uma semana, os cenários começam a ficar um pouco repetitivos e você vai começar a ficar um pouco cansado. Por isso não se preocupe se você não fizer todos os passeios. Uma semana para mim é o tempo ideal, 10 dias você vai conseguir fazer MUITA coisa. Para quem não for ao Uyuni, vale a pena de 7 a 10 dias, para quem for ao Uyuni de 5 a 7 dias é suficiente.

Não fique menos de 5 dias no total, ou vai acabar não conseguindo conhecer alguns lugares básicos.

Deserto do Atacama | Dicas do Deserto do Atacama
Deserto do Atacama | Dicas do Deserto do Atacama

# O que levar para o Deserto?

Pelo amor de Deus gente, a quantidade de Brasileiro que vi lá com botinha de passeio foi absurda. Não se esqueça que você está indo para um deserto, ou seja, vai pisar em pedra, barro,vai subir montanha, vai passar muito frio, vai sentir muito calor também, vai sujar roupa, porque é muita poeira. Então, na hora de fazer a mala, leve roupas de aventura/ginástica etc. Esquece calça jeans e bota de cano alto.

O negócio é um tênis/bota de trilha, com solado firme, calças bem confortáveis e flexíveis e roupas com camadas (dependendo da época que você for). Levar uma jaqueta corta vento pode ser essencial e touca ou boné. Eu fui em Maio/Junho. Estava muito frio a noite, mas de dia fazia muito sol, então eu sempre tirava o casaco. Porém, também estava usando calça e blusa de segunda pele.

Tenha sempre na sua bolsa: ÁGUA, protetor solar, um snack ou biscoitinho, sua câmera e um carregador extra.

Piedras Rojas | Dicas do Deserto do Atacama
Piedras Rojas | Dicas do Deserto do Atacama

# Como me preparar?

Sinceramente, esta não é uma viagem para quem tem problemas de saúde, é sedentário e não gosta de caminhadas. É uma viagem que exige muito de você fisicamente. Você vai andar muito e algumas pessoas tem problema com altitude (eu graças a deus não tive problemas). Neste caso muita gente toma chá de coca, ou masca a folha. Um paracetamol ajuda na dor de cabeça (um dia eu senti um pouco).

Outra dica é: como alguns passeios são pela manhã e outros a tarde, muitas pessoas fazem 2 por dia. É possível, mas não recomendo. Com 1 passeio por dia já vai ser muito cansativo. Então não exagere, todo cuidado é pouco.

# Vale a pena viajar sozinho para o Deserto do Atacama?

Sim, com certeza. Viajar sozinha para lá foi muito tranquilo, conheci muita gente, inclusive pessoas que estavam viajando sozinhas também, brasileiros, europeus, etc. Sempre tinha alguém para bater um papo e tirar suas fotos. 😉

Boa viagem e aproveite, tenho certeza que será uma viagem inesquecível. Para mim foi. Ficou com alguma dúvida? Deixa nos comentários. 🙂

Não deixe de conferir o post que fiz sobre  5 programas imperdíveis em Santiago. É só clicar aqui para ler.

Até mais!

RELACIONADOS