Descubra as 3 melhores opções de intercâmbio de trabalho

O post de hoje será sobre intercâmbio para trabalhar. Eu sei que é um assunto que desperta muito interesse e gera muitas dúvidas também! Quando eu estava planejando meu intercâmbio procurei diversas opções e vi que umas são mais acessíveis. Como eu já sabia falar inglês acabei optando por um intercâmbio de trabalho, que, geralmente, costuma ser mais em conta.

As modalidades de intercâmbio de trabalho mais populares são: Au pair, Work experience / work and travel e  trabalho + estudo. Descubra qual é a melhor opção de acordo com o seu perfil:

# Work Experience

Começarei falando desta opção, pois foi a que eu escolhi! Nesta opção de intercâmbio de trabalho você terá a oportunidade de conhecer a cultura de outro país, viajar e ainda trabalhar durante o período de férias da faculdade.

Os benefícios do work and travel são muitos, como crescimento pessoal, experiência internacional de trabalho, imersão em outra cultura, praticar o inglês, bom custo x benefício etc.

O investimento financeiro será de, mais ou menos, R$14.000 (não tem como dar um valor preciso em reais por conta da instabilidade do câmbio e de outros fatores), considerando o custo do programa, o seguro saúde, a passagem aérea ida e volta e algum dinheiro para os primeiros gastos pessoais.

– Requisitos:

– ter entre 18 e 28 anos (algumas agências aceitam até 29 anos);

– estar matriculado em um curso superior regular;

– ter inglês intermediário;

– ser flexível.

– Vantagens:

– poder trabalhar legalmente nos EUA;

– ser mais barato que o intercâmbio de trabalho e estudo;

– Desvantagens:

– Só tem para os EUA;

– Só para universitários;

– Só para pessoas com menos de 30 anos;

Acho uma excelente opção para quem já sabe falar inglês, e quer uma oportunidade para praticar, morando e trabalhando nos EUA durante as férias da faculdade.

Agora, quem não sabe falar nada ou somente o básico acho que deve optar pelo intercâmbio de trabalho e estudo, pois além de poder conhecer a cultura de outro país, trabalhar e viajar, vai aprender a falar outro idioma.

# Intercâmbio de Trabalho e Estudo

Esse tipo de intercâmbio é um dos mais procurados atualmente, pois dá aos estudantes permissão para trabalhar.

Muitos estudantes brasileiros que querem aprender o inglês, ou dar um up no idioma, escolhem esta modalidade de intercâmbio, porque, além do aprendizado que adquirem dentro da sala de aula, podem praticar o inglês no trabalho e, claro, ganhar um dinheiro para ajudar a diminuir os custos do intercâmbio!

– Vantagens:

– estudar e trabalhar em outro país;

– mais opções de países (se comparado ao Work experience);

– não precisa estar matriculado na faculdade;

– não exige idade máxima, só mínima (a partir de 18 anos);

– Desvantagens:

– mais caro se comparado às outras opções de intercâmbio de trabalho.

Neste tipo de intercâmbio, o investimento financeiro varia de acordo com o país escolhido. Os países mais procurados pelos brasileiros são: Irlanda, Austrália e Nova Zelândia.

Irlanda

A IRLANDA é um dos países menos burocráticos e mais tranquilos para conseguir o visto de estudante com permissão para trabalho. Se você deseja ir para a Irlanda com esta finalidade, deve ter uma coisa em mente: o país está lotado de brasileiros, principalmente na capital Dublin.

O lado bom  é que uns brasileiros ajudam os outros, afinal você estará em um país que não é o seu e, muito provavelmente, sozinho.

O lado ruim é que ficar muito junto com os brasileiros pode atrapalhar sua imersão na cultura e aprendizado da língua. Assim, mantenha alguns amigos brasileiros por perto, mas não se esqueça de que você está fazendo um intercâmbio; então, faça amizade com os gringos também!

Intecâmbio de trabalho - Bandeira da Irlanda - Foto de http://www.infoescola.com/
Bandeira da Irlanda – Foto de http://www.infoescola.com/

Ok, mas o que eu preciso para conseguir trabalhar e estudar na Irlanda?

Basicamente você vai precisar de:

– passaporte;

– matrícula em um curso de inglês, com carga horária mínima de 15 horas semanais, pelo período de 6 meses;

– seguro governamental obrigatório;

– passagem aérea de ida e volta;

– 3.000 euros

Aí você se pergunta: mas por que tanto dinheiro? O governo irlandês exige que o intercambista deposite tal quantia em uma conta lá, na Irlanda, para ter certeza de que o estudante terá meios para se manter no país, caso não encontre um emprego logo no início.

Esse dinheiro dá para você pagar a taxa do visto (atualmente 300 euros) e viver no país por uns 4 meses sem ter que trabalhar. Essa comprovação financeira acontece em todos os países que eu citei lá em cima, porém, para os outros, a comprovação é feita no Brasil.

Intercâmbio de trabalho - Cliffs Of Mother - Clare - Foto de http://www.santoirish.com.br/
Cliffs Of Mother – Clare – Foto de http://www.santoirish.com.br/

E quanto custa um intercâmbio na Irlanda?

Muitos dizem que a Irlanda é o país que tem o melhor custo x benefício, pois lá existem muitas escolas e os preços dos cursos variam de R$7.500 até R$30.000. Assim, se considerarmos uma escola intermediária + seguro governamental + 1 semana de acomodação em residência estudantil + passagem aérea ida e volta + 3.000 euros, o investimento seria algo por volta de R$28.000.

Basicamente é isto! Em breve, vou lançar um post mais específico sobre a Irlanda. Fiquem ligados!

Austrália

Agora vou falar um pouquinho sobre a AUSTRÁLIA, que com suas paisagens paradisíacas, praias, clima ameno e povo acolhedor vem conquistando os intercambistas brasileiros ao longo dos últimos anos.

A Austrália é um dos destinos preferidos dos intercambistas que desejam estudar e trabalhar no exterior. As cidades mais procuradas são: Sydney, Gold Coast, Brisbane e Melbourne.

Intercâmbio de trabalho - Vista da Opera House - Foto de http://revistaviag.com.br/
Vista da Opera House – Foto de http://revistaviag.com.br/

Para realizar o intercâmbio, e ganhar a permissão para trabalho, o estudante brasileiro precisa se aplicar para o visto de estudante. Para tanto, precisará estar matriculado em um curso a partir de 14 semanas com carga horária de pelo menos 20 horas semanais, ter o seguro OSHC (overseas health cover) e realizar a comprovação financeira solicitada pela Embaixada Australiana.

Os intercambistas que estiverem fazendo um curso de general english poderão trabalhar 40 horas quinzenais durante o curso e horas ilimitadas durante as férias.

Inbtercâmbio de trabalho - Canguru da Austrália - Foto de http://revistaviag.com.br/
Canguru da Austrália – Foto de http://revistaviag.com.br/

E quanto custa um intercâmbio na Austrália?

Os custos dependem muito da cidade e da escola escolhidas.  Vamos considerar uma escola intermediária para fazer a conta. Assim, 6 meses de curso + material + seguro obrigatório + visto + passagem aérea ida e volta + 1 mês de acomodação + 500 dólares australianos para os primeiros gastos pessoais = R$27.000.

Nova Zelândia

Temos também a NOVA ZELÂNDIA, que é o país menos visado pelos brasileiros, e por isso é uma ótima opção para quem busca um intercâmbio de trabalho e estudo.

A Nova Zelândia, por ser uma nação nova e cheia de mistérios, ainda não conseguiu atrair tanto a atenção dos brasileiros, mesmo sendo um país com índice altíssimo de qualidade de vida. Além de ser um país superestruturado, é pequeno e com paisagens muito diversificadas, lá o estudante vai encontrar praias, montanhas, neve etc.

Intercâmbio de trabalho - Vista de Queenstown - Foto de http://novazelandiabrasil.com.br/
Vista de Queenstown – Foto de http://novazelandiabrasil.com.br/

Para aqueles intercambistas que pretendem estudar a partir de 14 semanas é concedida uma permissão para trabalho de 20 horas semanais. Porém, tal permissão só é concedida para estudantes que estiverem matriculados em instituições de ensino da categoria 1 no NZQA. Saiba mais sobre o NZQA aqui.

E quanto custa um intercâmbio na Nova Zelândia?

Assim como os outros, os custos dependem muito da cidade e da escola escolhidas.  Vamos considerar uma escola intermediária para fazer a conta. Assim, 6 meses de curso + material + visto + passagem aérea ida e volta + 1 mês de acomodação + 500 dólares neozelandeses para os primeiros gastos pessoais = R$30.000

Assim como a Austrália, possui duas desvantagens se comparado ao intercâmbio de trabalho e estudo na Irlanda. São elas: processo de visto burocrático/demorado e passagem aérea mais cara.

# Au Pair

E, por fim, temos a opção de intercâmbio de Au Pair, que é um programa mais voltado para o trabalho, onde brasileiros vão para outro país com o objetivo de conhecer outra cultura e ajudar na rotina diária de uma família, como babá.

Os destinos mais comuns são EUA e França, mas vários países no mundo oferecem esse tipo de intercâmbio, como: Áustria, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Holanda, Itália, Irlanda, Noruega, Nova Zelândia, Suécia e Suíça.

Intercâmbio de trabalho - Babá com a criança e a família - Foto de https://www.aupairworld.com/
Babá com a criança e a família – Foto de https://www.aupairworld.com/

O salário da au pair varia de acordo com o país escolhido. Entretanto, em quaisquer deles, a babá terá folga semanal, férias, direito a uma bolsa de estudos, moradia e acomodação gratuitos. A duração do programa também varia de acordo com o país de destino, contudo, o mais comum são programas de 12 meses.

– Requisitos:

– ter entre 18 e 30 anos (a idade máxima varia de acordo com o país de destino);

– ser solteira e não ter filhos;

– ter bom conhecimento da língua do país escolhido;

– ter experiência com crianças.

– Vantagens:

– dos 3 intercâmbios, é o mais barato;

– variedade de destinos.

– oportunidade de vivenciar diariamente a rotina e cultura de uma família nativa;

– Desvantagens:

– possui idade máxima; ou possui limite de idade

– apesar de não fazer restrição quanto ao gênero, é mais utilizado por  mulheres;

– morar com o empregador.

se você quiser saber mais detalhes sobre o programa de Au pair eu recomendo entrar no site https://www.aupairworld.com/. Lá você encontrará mais detalhes sobre os diversos destinos, pré-requisitos específicos etc.

Pessoal, esses são os 3 intercâmbios de trabalho mais populares atualmente. E aí, alguém ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário ou sugestão aqui embaixo!

RELACIONADOS