Bangkok: a cidade dos templos e dos mochileiros – Parte II

Ei pessoal! No último post falei sobre os principais pontos turísticos de Bangkok (se você perdeu, clica aqui), hoje vou contar um pouco sobre o hostel que me hospedei, falar sobre compras e mostrar uma tabela com meus gastos diários na capital da Tailândia!

Insetos vendidos na Khaosan Road em Bangkok.
Insetos vendidos na Khaosan Road em Bangkok.

# Onde ficar

– Região da Khaosan

Ttem vários hostels na própria Khaosan e nos arredores. Na minha opinião, a melhor opção é se hospedar nos arredores da rua, pois fica perto do burburinho da vida noturna, perto de agências de viagem (caso queira comprar algum passeio) e perto de algumas atrações turísticas (fui a pé até o Grand Palace e Wat Pho).

Sugestão: Suneta Hostel (http://www.sunetahostel.com/ )

Eu me hospedei lá, pois tive indicação de uma pessoa que já tinha ido e gostado. Amei o local e recomendo demais! Excelente localização e staff atencioso. O hostel fica a menos de 500 metros do início da Khaosan Road. Perto dele tinha uma 7/11 (menos de 200 metros), o Burguer King (350 metros), uma casa de câmbio (quando troquei a conversão estava muito boa) e várias barraquinhas vendendo comida de rua.

Adorei o staff do hostel, as recepcionistas muito atenciosas, as do turno da noite eram super animadas. Fiquei no quarto “vagão de trem”, um dormitório misto com 16 camas, onde as mesmas fecham com cadeado. É muito interessante, pois te dá uma certa privacidade. Eu trocava de roupa “dentro” da cama haha, deixava minha mochila guardada lá. No quarto pegava sinal de internet muito bem e tinha Tv individual em cada cama, luminária e tomada.

Quarto "vagão de trem". Foto: Booking
Quarto “vagão de trem”. Foto: Booking

O café da manhã estava incluso, podíamos comer à vontade, as opções eram: café, chá, leite, suco de laranja, cereal, pão de forma, manteiga, geléia, ovo, salada.  Enfim, quem estiver procurando custo x benefício esse hostel é uma ótima opção!

– Região fora da Khaosan

Nas margens do rio Chao Phraya existem hotéis mais sofisticados. Se o seu orçamento for mais gordo e você estiver procurando uma viagem menos mochileira é uma ótima opção! Se estiver viajando em lua de mel (ou com a família), quiser privacidade e um pouco mais de glamour é, também, uma excelente opção.

Busque e reserve seu hotel/hostel em Bangkok com segurança clicando aqui. Você conseguirá os mesmos preços/condições do Booking, porém ajudará a manter o blog atualizado, pois a cada reserva efetuada pelo link ou pelo banner do Booking (ali na barra lateral direita) o blog recebe uma pequena comissão.  =)

# Onde comer

Bangkok é uma cidade democrática, tem opções para todos os gostos e bolsos. E isso é ótimo, ainda mais se você for igual a mim (digamos que eu seja um pouco fresca para comer). Poderia dizer aqui que eu experimentei os pad thais e o resto da comida local e adorei, porém eu não como nada de frutos do mar, fiquei mesmo na batatinha frita, hambúrguer, macarrão.  Só que eu estava viajando com uma amiga e ela é louca por camarão e afins, experimentou tudo e adorou. Então, vai fundo na comida local. Dica: a comida tailandesa é MUITO apimentada. Quando for pedir algo, peça sem pimenta, pois aí vão servir com menos pimenta.

Em minha primeira noite em Bangkok fomos no restaurante Green House Guesthouse, que fica na Ram butri  (rua paralela a Khaosan). Eu pedi a tradicional batata frita e as outras 3 pessoas que estavam comigo pediram pratos locais, tudo muito saboroso. Recomendo!

Uma opção mais chique e famosa é o Sirocco Bar e Restaurante, que foi um dos sets de gravação do filme “Se beber não case”. Ele fica localizado no rooftop do Hotel Lebua e é o restaurante ao ar livre mais famoso do mundo. Eu não fui lá, mas quem foi fala que é bem legal e que a vista da cidade é maravilhosa.

Khaosan Road
Khaosan Road em Bangkok

Ahhh, muita gente fala pra tomar cuidado com comida de rua, por conta da higiene e etc. Meus dois amigos passaram mal após comer um hambúrguer artesanal em um restaurante chique em Ko Phi Phi. Então, acho que não tem uma regra tipo “não comer em barraquinhas de rua”, é claro que vale a pena ficar de olho na higiene do local, mas se tiver que passar mal, vai passar com a comida de rua ou não (eu, graças a Deus, escapei dessa e fiquei só de enfermeira rs).

# Compras

Eu não viajei com o propósito de fazer compras (fui de mochilão mesmo), mas a gente sempre acaba comprando uma coisinha ou outra, né?! Seguem algumas opções, que servem tanto se você quiser comprar muita coisa ou só uma lembrancinha.

MBK (http://www.mbk-center.co.th/ )

É um shopping que fica localizado na 444 Phayathai Road e tem 7 andares. Lá você poderá encontrar eletrônicos (câmeras, notebooks, celulares, acessórios, etc), roupas típicas tailandesas, comidas e souvenirs. Eu fui e gostei, vale a pena a visita se você tiver tempo sobrando.

Se estiver ficando na região da Khaosan basta pegar o ônibus 47, que ele tem um ponto em frente ao shopping.

MBK Shopping Center. Photo by Michael Holland.
MBK Shopping Center. Photo by Michael Holland.

Siam ( http://www.siamcenter.co.th/ )

E mais sofisticado que o MBK e fica localizado a apenas 350 metros deste. Funciona todos os dias das 10h às 22h.

Barraquinhas de Rua

São minhas favoritas! Nelas fique a vontade para pechinchar, pode barganhar sem medo! Se o vendedor não souber inglês ele vai te mostrar o preço na calculadora e aí você faz uma contra proposta na calculadora também.

Mercado flutuante

Existem vários deles ao redor de Bangkok, lá você vai encontrar frutas, artesanato e muito mais, tudo sendo vendido pra você de dentro do barco. Eu achei uma opção muito turística e não quis ir. Mas se você tiver curiosidade de ver como funcionam, sugiro contratar um tour em alguma das dezenas de agências espalhadas pela cidade, pois é a maneira mais prática de se chegar lá.

Mercado flutuante. Foto: http://www.worldwidemacato.com/
Mercado flutuante. Foto: http://www.worldwidemacato.com/

# Tabela com gastos diários em Bangkok

Na tabela abaixo eu mostro quanto gastei em Bangkok:

O que? Valor Observação
Rail Link (“metrô”)-Aeroporto até estação Pattaya.  

45 bahts / R$4,50

Trajeto ideal para quem vai se hospedar na região da Khaosan Road.
Táxi estação Pattaya até hostel. 75 bahts/ R$7,50
3 diárias no Suneta Hostel 1328 bahts / R$132 Quarto compartilhado com 16 pessoas.
2 garrafas de água mineral (1,5 L cada) na 7/11 20 bahts / R$2 Promoção 2 por 20.
200gr de batata frita no restaurante Green House.

Pad thai .

90 bahts / R$9

120 bahts / R$12

Restaurante situado na Rambutri (rua paralela a Khao San).
Cerveja Leo de 500ml no restaurante. 110 bahts / R$11 Parecida com a Brahma.
Cerveja Leo de 500ml na 7/11 56 bahts / R$5,60
Entrada Wat Pho 100 bahts / R$10 Templo do Buda reclinado.
Doação para conseguir as 108 moedas no Wat Pho. 20 bahts / R$20
Sanduíche com batatas fritas 79 bahts / R$7,90 Não é hambúrguer.
Ferry boat para o Wat Arum 7 bahts / R$0,70 Ida e volta.
Entrada Wat Arum. 50 bahts / R$5.
Tuk Tuk do Wat Traimit até a Khaosan Road. 300 bahts / R$30. Hora do rush, por volta de 5h da tarde.
Blusinha de elefante no MBK 100 bahts / R$10.
3 mini souvenirs no MBK. 100 bahts / R$10.
Vestido de elefante no MBK 280 bahts / R$28.
Batata Lays na 7/11. 20 bahts / R$2.
Excursão Ayutthaya 500 baths/ R$50. Bate e volta com almoço incluso.
Transfer hostel – aeroporto Suvarnabhumi. 500 bahts / R$50. Carro sedan para 3 pessoas.

# Dicas

Loja 7 / 11

É uma loja de conveniência que salva vidas, Sério! haha. Lá você encontra bebidas, salgadinhos, sanduíches, miojo, chocolates, produtos de higiene pessoal, dentre outros. Além do preço bacana, você vai encontrar uma loja deles em cada esquina, na Khaosan tem pelos menos umas 5.

Loja da 7 Eleven.
Loja da 7 Eleven.

Ping Pong Show

É um show erótico, onde as “artistas” tailandesas fazem diversos truques, como: apagar velas, atirar dardos em balões, fumar com a vagina (é isso mesmo, bem exótico né). Eu escutei muitas histórias sobre essa “atração” e optei por não ir. Muita gente falou que é bem engraçado se você for em grupo, mas algumas pessoas falaram que eles fazem de tudo para “tirar” dinheiro dos turistas , como bebidas super inflacionadas e consumação obrigatória.

O post ficou um pouco grandinho, mas falei tudo (acho rs). Já sabem, qualquer dúvida é só deixar um comentário.

Ps: Não deixe de conferir as dicas que escrevi sobre os templos de Bangkok. É só clicar aqui!

Até o próximo post!

RELACIONADOS